Goooordaaaaa!!!!!

Aí você chega no restaurante determinada a não fugir da dieta. Você se propõe, então, a encher seu prato de mato. Só que você não quer comer folhas cruas, porque não confia que o cozinheiro do restaurante deixou tudo de molho no vinagre até matar todos os germinhos.
Lá vai você em busca do buffet de folhas cozidas e se depara com a couve-flor preta, o brócolis amarelo e o repolho boiando em maionese. Você respira fundo, porque não adianta se desesperar e pensa que só vai comer proteínas, nada de carboidratos.
Assim, se dirige à churrasqueira do restaurante. Elegantemente, diz ao moço mal-humorado que você quer uma carne que não tenha gordura, mas ele te apresenta um espeto que pode ser chamado de boi-gemendo, de tão crua que a carne que está ali se encontra. Então você pede uma coisinha um pouco mais cozida e ele traz pra você o contrafilé, acompanhado de sua charmosa borda adiposa. Tudo bem. Só que o cliente do lado pediu lombo de porco e você observa que está com uma cara ótima. No fim, você enche seu prato de contrafilé, lombo de porco e uns coraçõezinhos de galinha, porque ninguém é de ferro. Mais uma passadinha no buffet é suficiente pra acrescentar ao prato uma posta de peixe frito, com molho de camarão, um pastel e um pouco de farofa de linguiça.
Já à mesa, você começa a deglutir aquilo tudo quase morrendo de sentimento de culpa. O garçom lhe pergunta o que quer beber e você diz que não quer nada, porque seria muita cara de pau pedir uma coca light a essas alturas do acontecimento. É prefirível entalar com a farofa. E lá vai você comendo, comendo e comendo.
Quando o prato está vazio – não sobrou nem mesmo a tal borda adiposa do contrafilé – outro garçom vem pra perto de você com uma bandeja de doces. Você recusa, você é forte, você não vai se entupir de torta alemã agora. E o garçom se dirige à cliente da mesa ao lado, uma mulher mais ou menos de sua idade, mais ou menos de sua altura, mas que ostenta um corpitcho enxuto, nem gordo, nem magro, tudo no lugar.
E você começa a observar a tal mulher e gosta de tudo nela: da roupa, do cabelo, dos brincos, do colar. E você vê que a dita cuja está tomando um refrigenrante comum, não um diet. E você assiste a sujeita aceitar a tal torta alemã e começar a comer com a boca mais boa do mundo. E, enquanto você olha, a descarada come e não há vestígios de sentimento de culpa na bicha.
É meus irmãos… só a morte lenta e dolorosa pra uma biscate desse tipo.
Anúncios
Published in: on 6 outubro - 2006 at 4:23 pm  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://loucaporblog.wordpress.com/2006/10/06/goooordaaaaa/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: