Ter quase quarenta anos…

… é se sentir adolescente de novo. Mas a parte chata da adolescência, aquela em que as mudanças físicas te incomodam muitíssimo e que você tem medo do que, por fim, você vai se tornar.

… é constatar que, no final das contas, você não fez quase nada do que pretendia quando menina: ser bailarina, atriz de sucesso, a cientista que encontra a cura da AIDS. E ter certeza de que, agora, não vai mais dar tempo.

… é perceber que sua cabeça pensa de forma jovial. Mas que agir acompanhando seus pensamentos faz seus filhos pagar mico.

… é ter a sensação de que se está numa encruzilhada. Qualquer escolha errada pode ser fatal.

… é enxergar sua pele adquirindo a aparência da pele de sua mãe quando você ainda era adolescente. E se horrorizar com isso.

… é ter medo de perder a libido. Muito medo.

… é ter medo de não ser mais atraente e sensual. Muito medo.

… é se sentir uma fútil materialista simplesmente por cultivar pensamentos assim.

Anúncios
Published in: on 5 fevereiro - 2007 at 5:27 pm  Comments (21)