Ter quase quarenta anos…

… é se sentir adolescente de novo. Mas a parte chata da adolescência, aquela em que as mudanças físicas te incomodam muitíssimo e que você tem medo do que, por fim, você vai se tornar.

… é constatar que, no final das contas, você não fez quase nada do que pretendia quando menina: ser bailarina, atriz de sucesso, a cientista que encontra a cura da AIDS. E ter certeza de que, agora, não vai mais dar tempo.

… é perceber que sua cabeça pensa de forma jovial. Mas que agir acompanhando seus pensamentos faz seus filhos pagar mico.

… é ter a sensação de que se está numa encruzilhada. Qualquer escolha errada pode ser fatal.

… é enxergar sua pele adquirindo a aparência da pele de sua mãe quando você ainda era adolescente. E se horrorizar com isso.

… é ter medo de perder a libido. Muito medo.

… é ter medo de não ser mais atraente e sensual. Muito medo.

… é se sentir uma fútil materialista simplesmente por cultivar pensamentos assim.

Published in: on 5 fevereiro - 2007 at 5:27 pm  Comments (21)  

The URI to TrackBack this entry is: https://loucaporblog.wordpress.com/2007/02/05/ter-quase-quarenta-anos/trackback/

RSS feed for comments on this post.

21 ComentáriosDeixe um comentário

  1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    É, falta muito…

    Você que pensa…

    Será que minha geração chega aos quarenta?

    Difícil…

    Chega sim, pode confiar.

    Beijos

  2. Aaaaaaaaahhhhhh Mamy, se eu chegando nos 23 tô ficando neurótica (mas é só o inferno astral, logo acaba!), imagina quando eu chegar nos quarenta…
    SE eu chegar nos quarenta. No ritmo que eu venho, chegar aos 23 já é um milagre! Hahahahahahahahhaahahahha!

    Miguxa, tu vais chegar aos 40, aos 60, aos 80! Imagina, nós somos eternas!

  3. Acho que é uma idade boa…a idade da sabedoria, tou ansioso por chegar nela.

    Sabedoria… você tem de sobra, meu lindo.

    Mamy, o que quer que se conquiste aos 20 e poucos anos, é muito difícil fazer com que cheguemos aos 40, dizendo “vim,vi e venci”…a nossa própria natureza nos ensina a nunca estarmos saciados, a sempre querermos mais, a sempre acharmos que poderia ser melhor….e essa inquietude não é exclusiva tua, mamy. Mas da alma humana.

    É… pode ser… mas isso traz ansiedade mesmo.

    tu sabes que te acho linda né?

    🙂

    beijos minha querida amiga!!

  4. Ola Clau…
    Minha mãe mantêm este esirito jovial com ela! E eu nunca me envergonhei disso!
    Me orgulho do jeito espivitado e do carisma que ela consegue por causa iddo com os alunos!

    Percebo, mesmo, que você sempre fala de sua mãe com muito orgulho… de sua mãe e de seus avós. Iss é lindo.

    Nunca deixe de ser assim!
    Seus filhos com certeza podem até passar saias justas… Mas só se eles não quizerem ver a mãe maravilhosa que eles têm!

    Obrigada.🙂

  5. Ah, querida. O medo sim, existe. Mas também existe essa leoa aí dentro, uma maldita mulher que arde e pode transparecer exatamente aquilo que é: uma fera, uma fruta doce. Tenho certeza que com a sua força e doçura você é como nós: uma maldita mulher, olhando o tempo de cabeça erguida e sorriso à mostra.

    Bom… talvez na maior parte do tempo sim… não no momento que estou agora…

    Vem me fazer uma visita de novo, entregue-se às delícias de ser mulher.

    Amo o blog de vocês! Visito a cada atualização.

    Beijos, beijos

    Felícia.

  6. Pensa só em uma coisa: quem dera todas as mulheres de quase-quarenta-anos fossem como você.

    Hum… acho que não seria lá grande coisa não…

    Vc é incrível, Mamy! Te lovú!

    Também te amo, minha linda!

    Bjo!

  7. Ah, eu tô muito velho pra comentar essas coisas… hehehe!

    É verdade… espero que, pelo menos, seja um velho sem dilemas.

  8. Solidário contigo, maninha…
    Tô indo pra 26 amanhã e isso tá me deixando perto dos 30…

    Sempre me esnobando, né? Eu mereço!

  9. Cráu, isso de não ter feito o quese sonhou é tão dolorido. Mas você fez coisas com as quais nem sonhava!

    É verdade… esse post é um caso grave de mimimi, de quem chora de barriga cheia.

  10. Tsc… anos passam rápidos né? Só março que não chega. :-S

    Chega, Tico, chega sim… e depois você vai querer que ele passe logo, que chegue logo julho.

  11. os anos passam mesmo rápido…
    mas eu estou assim em muitas coisas… e ainda me faltam mais de 10 anos para lá chegar…

    Não Tâmia! Você não pode estar assim ainda! Não adiante as coisa, por favor…

  12. Sem neuras!
    Pelo pouco que te conheço, pude perceber que você é uma grande mulher!
    E ainda terá muitos anos pela frente!

    Amém, querida!

    Abraços

  13. Menina, curti os quarenta e nem tava aí pra micos e afins. este ano faço 50 e tô muito satisfeita com a vida. Desencana e aproveita a beleza que cada idade tem.

    É isso mesmo! É só desencanar… mas tem horas que bate uns pensamentos estranhos mesmo…

    beijo, menina

  14. Para de estória… tu tá véia mesmo… viva com isso!!! rsrsrs

    Vina, seu coisa, você sempre tem a palavra certa na hora certa… hahahahahaha…

  15. Dizem que essa é a melhor fase, Mamy! Minha mãe já passou faz tempo dos 40, mas apesar de alguns probleminhas de saúde, ela tem um espírito jovem também, e eu não tenho nenhuma vergonha disso.

    Mas filho adolescente acha que é mico até o fato dos pais existirem… hahahahaha… mas meus filhos são maravilhosos.

    Aproveita!

    beijos!

  16. Bem… pelo q vejo, mesmo aos 34 já estou na crise dos 40.
    Sem grilos c/ o corpo, afinal estou grávida, né?!

    Sim sim… sem muitos grilos, né? Mas também não pode engordar exageradamente, porque faz mal pra você e pro cotoco.

  17. Ah, que post mais lindo! Adorei o comentário da Eva também, e é às palavras dela que você deve se apegar, na minha opinião.

    Claudia, eu estou bem pertinho dos 30 e ando enfrentando os mesmíssimos dilemas. Acho que é coisa nossa, né? Não tem jeito.🙂

    Patrícia, sem brincadeira, os 30 anos da gente é a coisa mais maravilhosa que pode nos acontecer. Sério! Cara… até o 35 anos, a gente é poder puro. Depois também, só que o fantasma dos 40 anos começa a nos assombrar…

  18. Quando eu estava perto de completar os 40, entrei numas de fazer conta. Afinal, já tinha passado da metade da minha vida (pela estatística) e não tinha feito a metade do que eu queria fazer. Além do mais, a partir de agora me sobrava a metade pior. A metade com menos vitalidade, com menos vigor. Entrei em parafuso e percebi que muitos amigos meus tinham a mesma neurose.

    Graças, que não sou a única então! hehehehe…

    Jeito besta de pensar. Percebi isso pouco depois. A metade que nos resta agora é aquela de maior sabedoria. Aquela em que não cometeremos os erros idiotas que cometemos na juventude. Aquela etapa da vida em que a gente compensa a falta de vigor e de beleza com experiência. A gente sabe fazer as coisas mais bem feitas, agora.

    Hum, Arnaldo… acho que você disso tudo!

  19. fica assim não sua boba… vou te amar para sempre… e lembre-se: “é para sempre mesmo”

    Também te amo e também vou te amar pra sempre…😀

  20. Eu que tô a beira dos 27 passo por uma super crise,mas se eu conseguir chegar com total animo e saude aos 40 já ficarei feliz!!!Me sinto sem ter realizadi sonhos que tinha quando criança e um pouco frustrada com o rumo que eles tomaram,mas coisas da vida!!!né??

    Olha… sei que parece demagogia, mas você está entrando na melhor fase da vida de uma mulher. Pode ter certeza disso.

    Bjos

  21. Aos trinta e poucos inicia-se uma nova adolescência, já que, como dizem, a vida começa aos quarenta.
    Adorei o blog. Quando puder, dê uma olhadinha no meu. Beijos


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: