Coisa estranha

Esses dias li numa caixinha de comentários de algum blog por aí o depoimento de uma mulher que manteve contato virtual com um homem maravilhoso – inteligente, culto, jornalista que trabalhava nos EUA – por mais de ano, que chegou a receber presentes “Made in Usa” do jornalista, trocas de emails mil, trocas de fotos, todas essas coisas. Só que, quando marcaram um encontro, ela descobriu que o tal homem era, na verdade, uma mulher.

Pois é…

Agora tem mais o causo de uma amiga. Vou contar. Mas com algumas modificações significativas no enredo e sem mencionar nomes pra proteger os envolvidos… sacumé, né? A essência da situação será preservada. Então, tomem a história como uma fábula, ok? Valeu!

A moça é blogueira e, nesses entra-e-sai de blog, ela conheceu um blogueiro. Passaram a comentar um o blog do outro – normal. Daí viraram contato de MSN – normalíssimo. E, como muitas vezes acontece, descobriram afinidades, gostos em comum, essas coisitas básicas. Super normal.

E o blogueiro contava a vida dele pra blogueira. A blogueira falava de suas coisas pro blogueiro. E eles foram ficando amigos. É sempre assim, né? É sim. Nada demais. Só que a moça começou a achar estranho, porque percebeu algumas incongruências nas conversas do moço.

Por exemplo, o moço parecia que nunca acertava o nome do próprio filho. Filho único… isso não é muito normal, né? Não, não é. Também, por mais que se empenhasse, ela nunca conseguia o número de telefone do sujeito. Tudo bem, a gente não sai por aí distribuindo nosso número de telefone a torto e a direito, mas, pela experiência que ela tinha com outras amizades virtuais, já era tempo para uma troca de telefones. Só que o moço era hermético quanto a isso, ela não via chance.

O blogueiro começou a entrar em contradição também quanto a seu trabalho, sua função, coisas pequenas… mas a blogueira é detalhista e prestou atenção nisso também.

Aí a moça teve uma idéia.

Ligou pra empresa que o moço disse que trabalhava e, nada surpresa, constatou que ninguém o conhecia por lá. Pelo menos não conheciam ninguém com o nome que o blogueiro disse ter, porque, a essas alturas dos acontecimentos, nem o nome minha amiga tem certeza de ser verdadeiro. E minha amiga ficou muito triste.

E eu também fiquei triste com essa história. Porque é muito chato confiar em alguém e, aos poucos, ver que essa confiança foi mal aplicada, que a gente se enganou com a pessoa.

Mas… é uma fábula, né? Então tem que ter “moral da história”. E a moral é essa:

Mantenhamos nossas pulgas atrás da orelha, irmãos, porque elas estão em ótimo lugar. Oremos!

Published in: on 9 fevereiro - 2007 at 12:21 am  Comments (22)  

The URI to TrackBack this entry is: https://loucaporblog.wordpress.com/2007/02/09/coisa-estranha/trackback/

RSS feed for comments on this post.

22 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Dessas histórias, a mais bizarra que conheço é a de uma grande amiga minha, lésbica, quando ela conheceu uma moça muito bonita pela internet. Depois de muita troca de e-mails e fotos, as duas resolveram se conhecer. Maravilha, a moça era linda e bacana mesmo. Uma ruiva bem gracinha. Mas, num dado momento, entre beijos calientes, ela tinha algo pra revelar: ela era, na verdade, um homem… Um travesti lésbico!

    Oh, Deus! Nem sabia que isso existia!!!

    Fiquei com dó da minha amiga. Lembro que ela estava bem empolgadinha… Bastante mesmo. Ô vida!

    Decepcionante mesmo…

  2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Sacanagem isso!

    E ela voltou a falar com o cara depois disso? Ou simplesmente deletou ele do MSN?

    Não não… não voltou mais a falar com o cara, mas também não o deletou do MSN…

    Ah, e quanto à jornalista, ahn…

    Bem…

    Se fosse comigo….

    Eu enchia o cabra de pancada…

    E foda-se a diplomacia

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Ai, que violento, ui! Hahahahahahaha…

  3. Pelomenos que eu saiba…
    Isso não chegou a acontecer comigo…
    São poucas as messas que eu realmente converso no Msn!

    Pois é… quanto mais cautela melhor.

    :S😦

  4. Na época do finado mIRC, acontecia coisa muito pior…

    Sério?!? Não sou desse tempo… você, que é vovô, podia nos contar algumas histórias dessa época, hehehehe

  5. Hahahahahah
    Adorei a moral da história!!!!

    Não está certo assim? Hahahahahaahahaha…

  6. Ela devia era ter continuado a conversar com o cara no MSN, pra arrancar tudo! E na hora de uma contradição bem cabeluda, desmascarar o cara!

    É uma possibilidade mesmo… mas… será que vale a pena? Tão estressante!

  7. Que sacanagem desse cara! Conversando há um tempo com sua amiga e sustentando mentiras. Ai que raiva que deve dar!

    Tem muita gente estranha no mundo, Cily, e a internet é reflexo do mundo que a gente vive. Mas, sei lá, minha amiga não contou essa história com raiva… só demonstrou muita decepção.

    Bjos!

  8. Amém! risos… a moral da história é [otima!

    Engordemos as pulgas!

  9. Ai, Claudia, em sete anos como usuária de internet, tenho conhecimento de pelo menos uns dez causos destes… muito chato mesmo. A Internet é uma maravilha pra gente de imaginação fértil (ainda mais se sua vida for ociosa e/ou frustrante).

    A pessoa assume um personagem e viaja mesmo. Pena que leva muita gente nessa viagem…

    Comigo já rolou uma ou outra decepção também. Já estou bem pé atrás. E com todas as pulgas atrás da orelha também.🙂

    E, Tuca, esta história com a sua amiga é bizarra! Coitada!

    Menina, história doida messs!

  10. Ainda bem que os amigos que fiz são de carne e osso, sem lorotas. Até já apertei e abracei para ver se era de verdade mesmo. Só uma certa Mamy que não aceitou ser jogada para o alto.

    Ai, Deus! Já pensou eu sendo jogada pro alto em plena Rua do Catete lotada?!? No mínimo, ia cair de cara em uma barraquinha de camelô daquelas, hahahahahahaha…

    Mas já ouvi dizer de pessoas que foram enroladas também. Aliás, eu sempre tive esse medo por gostar logo de cara muito das pessoas. É ruim a gente ter que ser assim com alguém igual a gente, né?

    É… por mim, nunca teria pé atrás com ninguém, nunca!

    Bem criativa a moral da história. Viu como criatividade é o que não falta na rede mundial?

  11. As pessoas são muito complicadas mesmo, e este mundo da internet da margem a qq um ser o q a sua imaginação quiser… tem q se tomar cuidado mesmo.
    Cara, q quanto a história do Tuca, tb não sabia q existia travesti lébico. Que isso??

    Isso é inédito pra mim também! Hahaahahahahaha… isso é que é vontade de ser homossexual!!! Hahahahaha…

  12. Ah, ah, mamy, é pra desconfiar mesmo, mas isso é coisa de gente que não tem o que fazer. Bem, eu mostro a cara, dou meu nome, não converso no MSN, (só com uma amiga dos EUA, que de vez em quando combina pra papearmos) , mas que essa história é estranha, é.

    O problema é que a gente “mostra a cara” e o pessoal se aproveita de nossa nobreza, hahahahaha… mas, tudo bem, não vamos perder a fé na humanidade por causa disso, né?

    Por falar nisso havia um blogueiro que não se identificava e mudava sempre de blog e de apelido que era pra uma pessoa não o encontrar. Atualmente está sumido. Eu não tenho nada a esconder. Ou não? …. Hã hã….

    Ih, menina, cautela e canja de galinha não fazem mal a ninguém, hehehe…

    beijo, menina

  13. Tô fora dessas coisas!

    Sua amiga se livrou de uma boa!

    Sim… ela se livrou mesmo.

  14. Dá vontade de saber o que aconteceu depois!!

    Assim que tiver notícias do desenrolar da história, conto aqui.😉

    Na internet cada pode ser o que quiser… coisa de doido!

  15. Bem, eu tenho uma outra história, que não começa com blogs ou internet…Uma amiga conheceu o “homem da sua vida”, casou, no convite os nomes dos pais dele estavam “in memoriam”…Ele era só. Todos tivemos dó disso. Foram morar noutro país, tiveram uma filha, separaram…e um dia ela recebe um e-mail da irmã dele!!! E os pais dele ainda estavam vivos!!!! Moral: qualquer pessoa pode ser enganada, na internet ou não!!!

    Pura verdade, Mani! Nossas pulgas que moram atrás da orelha devem ser sempre ouvidas. Pena que, tem vezes, até elas se enganam.

  16. Qué isso mamy!
    Fiquei até pensando que era com você! rs

    Ué! Por que?!?

    Já ia me candidatar para a “festinha surpresa virtual” hehe
    Quem sabe não dava de cara com você e… ah! deixa pra lá!

    Que ‘festinha surpresa virtual’?

    Você já sabe o quanto eu te gosto mesmo, né?

    Sei sim…

    ps. Era só um abracinho, viu!

    Tô com muitas saudades😦

  17. AH! falando sério agora!
    Concordo com o que disse. A mentira tem perna curta na web também.
    Por isso que é beeeeem melhor falar a verdade.

    Pois é… uma vez me disseram que, pra ser bom mentiroso, há que se ter uma excelente memória… senão, se ferra, hahahahahaha…

    beijos

    Mas, a saudade é de verdade.
    E é grande!

    🙂

  18. pulgas coçam sempre, mas isso não dá vivência…

    Pulgas coçam mais quando a gente tem vivência…

  19. É, pois é, esse povo das internéte é tudo doido mesmo!

    Nóis semo mermo, né?

  20. Cara, o meu problema, com pessoas do mundo real ou da internet, é de gente que GOSTA de ti muito rápido.

    Já vai chamando de amiga, já vai contando intimidades… Eu fico imediatamente com o pé atrás, baseada nas minhas experiências anteriores, que nem de longe são trágicas como a amiga do Tuca (minha nossa, um travesti lésbico).

    Essa do Tuca ganhou todos os prêmios de bizarrice…

    Eu já fui exatamente assim: afoita por intimidade, “ó céus, como eu adoro essa pessoa, vou contar tudo o que vivi do meu nascimento até hoje”. Me esborrachei, porque ninguém é assim.

    Por isso, adoro pessoas objetivas, que deixam as informações irem surgindo aos poucos. A confiança vai se construindo no tempo certo.

    E cada relacionamento tem seu próprio tempo. O que pode ser rápido pra uma pessoa não o é pra outra.

    Agora, eu vou contradizer tudo isso: me apaixonei pelo meu namorado em três dias. E mantenho namoro pela internet.😀 Mas cada um sabe de si.

    Tá vendo? Você e Coyote tiveram seu próprio tempo. Não foi rápido, não foi devagar, foi exato.

  21. exato, mas não dão.

    Observação e olhos atentos também dão vivência.

  22. os doidos na net….rs

    muito doidos…


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: