Sotaques

Alguns que vêm aqui chegaram a freqüentar o Sotaques, um blog coletivo que durou exato um ano. Foi um blog que nasceu de parto sofrido, duma gestação que passou do tempo. Talvez por isso o pobrezinho nunca conseguiu respirar sem a ajuda de aparelhos, nunca saiu do UTI. Sacumé, parto complicado é sempre coisa estranha.

O Bodas era um dos colaboradores – ou é, já que o blog tá lá… ninguém escreve nada, mas o blog tá lá – e está resgatando alguns textos dele pro seu endereço no wordpress. Essa idéia é bem legal e vou copiar descaradamente, porque tem um ou outro textinho meu no Sotaques que acho que ficou bom.

Mas não hoje… porque hoje estava era me lembrando de como surgiu a idéia de fazer o Sotaques. E como foi o processo de criação, escolha de nome… cara… tantos emails! Foi uma época bem legal, bem animada.

O Trotta tinha deletado o Claquette. Poxa… era um blog bom pacas, o Trotta escreve bem, é super criativo. E eu ficava torrando a paciência dele pra que voltasse a ser blogueiro. E ele não queria, não estava a fim, sei lá. Aí, um dia, dei a idéia dele dividir um blog com alguém. Que escolhesse alguém que ele gostasse do estilo, que escrevesse legal e fizesse o blog junto, porque aí talvez ele se animasse e coisa e tal.

Parece que a idéia agradou, porque Trotta abriu uma conta no blogspot e saiu convidando o povo. Por gentileza me chamou também, provavelmente porque eu falava tanto na cabeça dele sobre voltar a blogar. A formação original era o Trotta, eu, a Menin@-Prodígio, o Arno, o M&M, o Coyote e a Tamia. Depois saiu o Trotta e entrou o Bodas.

Bom… o certo é que, depois dos convites feitos, começou a intensa troca de emails pra decidir como seria o blog, qual seria o nome, o template, tudo, tudo, tudo. Olha, acho que essa foi a melhor parte de todo o processo. Era muito legal chegar em casa e ver a caixa de emails lotada com pitacos de todo mundo. Era sentir o neném mexendo na barriga, coisa boa que só.

De qualquer maneira, o bichinho nasceu, mas não vingou. Teve um período – principalmente depois que o Bodas entrou – que o blog deu uma refolegada forte, chegou a me dar esperanças de que sobreviveria, que tomaria corpo, que seria saudável enfim. Mas não… tempos depois voltou pro coma de novo.

Uma pena. Porque se vocês derem uma passada de olhos no que o povo escreveu por lá, caramba, vocês vão ver que todo mundo manda muito bem, muito mesmo. Sou fã de carteirinha de cada um dos participantes de lá e os que ainda escrevem em blog recebem sempre minha visita. Tenho uma saudade enoooormeee do M&M, que de vez em quando mato com um telefonema, porque o sujeito não escreve em lugar nenhum mais. Mas acho que é o único, os outros todos ainda são blogueiros, ainda bem.

Published in: on 21 março - 2007 at 1:32 pm  Comments (13)  

The URI to TrackBack this entry is: https://loucaporblog.wordpress.com/2007/03/21/sotaques/trackback/

RSS feed for comments on this post.

13 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Eu já fui lá, quando comecei a ler seu blog.🙂

    Mas não lembro se comentai, heh😛

    Dá uma intimada no povo e volta a escrever lá!!

    Ah, querido, coisa que eu sei é que ninguém toca blog por intimidação. Mas os textos são ótimos mesmo.

  2. Sabe que até eu fiquei com vontade de resgatar textos meus de lá? Tá certo que foram só uns dois, huahuahua!😄 Mas talvez eu os re-publique no Trottolices.

    Olha… seus textos que estão no Sotaques são maravilhosos. Hoje os reli, porque estava resgatando os meus. Cara… você é muito bom.

    Não tinha reparado que o Bodas foi quem justamente me substituiu no time! Olha que legal!😀 Não poderia haver alguém melhor do que o meu amigo e irmão de coração!

    Pois é… foi ele mesmo.

    Quanto a você, dona Claudia!!! Te convidei por gentileza, né? Sei! Então me responda quem dessas pessoas veio a se tornar blogstar, an? An? Pois é, não me venha com mimimi, hahaha!

    Gentileza sim! Um monte de gente boa escrevendo e eu lá no meio, de gaiata. Blogstar… humpf… não sei de onde você tirou essa idéia… blogstar lá do Sotaques só a Menin@-Prodígio.

    Abração!

  3. É por essas questões que sempre me senti um peixe fora d’aguá lá!
    Não participava dos e-mail… Não por falta de vontade…
    Mas não tinha os contatos de ninguém…

    Quando você entrou, Bodas, já não se passavam mais emails. Os emails foram antes, quando a gente não tinha resolvido nem nome pro blog ainda.

    Fora que só vc e a Tamia vizitavam meu Blog…
    E praticamente vcs duas mai a menina q tb comentavam meus textos lá!

    Mas os outros colaboradores não estavam tocando nem mesmo seus próprios blogs, que dirá o Sotaques… eles não comentavam nem seus textos e nem os meus e nem os da Menin@ e nem os da Tâmia…

    O que é bom é pra ser copiado e espalhado! Como respondi te no meu blog!

    Pois vou começar a postar alguns textos daqueles sim…

    😉

  4. Opa…eu estou prontinha para ler e reler os textos do Sotaques. Li alguns só, mas tenho certeza que tem muita coisa boa por lá.
    Manda a ver, Clau!

    Muita coisa boa mesmo. Experimenta ler os textos do M&M, por exemplo. São poucos, infelizmente, mas são muito bons.

  5. Blog comunitário não é uma coisa assim, um tipo de suruba?
    Acho que deve ser estranho mesmo, difícil de dar certo.
    Ou não, como diria Caetano.

    Vai ver que pode até dar certo se for para dar.
    Mas aí eu pergunto: é melhor com mais gente ou sozinho é suficiente?
    Sei lá…

    Não chegou a rolar suruba no Sotaques, heehehehe…mas, ó, é bem divertido, viu! Muito legal, quando todo mundo é amigo ou, pelo menos, se admira mutuamente. Foi assim no Sotaques. E acho que tem como dar certo sim… o lance do Sotaques é que juntou muita gente que já estava cansada desse formato de blog, tipo o Trotta, o M&M, o Arno… eles gostam de escrever, mas as circunstâncias, à época, não estava favorecendo. Pelo menos ninguém saiu brigado, o que é uma benção.

  6. Dá corda no povo pro bichinho sair do coma!

    Não não… o povo de lá não é movido à corda…. hahahahahaha

    =***

  7. Ui… foi o Bodas, foste tu… O Sotaques morreu… talvez por uma preparação tão grande, concordo. Mas aquele período de preparação foi o melhor!

    Era ótimo, não era?

    E eu que surgi, nem sei bem como!

    Ora por que? Porque você escreve muito bem, menina!

    Já disse no blog do Bodas que vou retirar de lá os meus textos, ou melhor, vou copiá-los para o meu novo. é uma boa ideia, para tudo ficar junto! E o Devaneios de T. também vai para o esconderijo.

    Os textos todos são bons, muito bons. Merecem uma republicação.

    Obrigada pelas memórias!

  8. Gostava de ler o Sotaques… e o nome é único, muito bom!
    Pena não ter dado certo…

    O nome, sem modéstia, é perfeito! Tem tudo a ver com a gente, porque somos todos de regiões muito diferentes. Tem até o sotaque português de Tâmia! Ai, ai… pena mesmo que não deu certo…

  9. Fazer um blogue com postagem diária para poucos lerem é fogo.O que falta é uma forma de divulgação melhor porque há blogues melhores que mt sites famosos.

    Por isso é que vale, de vez em quando, pesquisar na net blogs novos. A gente encontra muito texto legal mesmo.

  10. Acho muito legal essa coisa de fazer sociedade de blog. É uma conexão boa, pena que o Sotaques não vingou, mas pelo menos serviu pra estreitar os laços de amizade, né…

    Pois é… o Sotaques não vingou, mas também não estragou o relacionamento entre os participantes. E isso é muito legal. Porque a gente sabe de histórias em que o pessoal sai brigado, é muito ruim. Amo aqueles meninos, amo muito mesmo.

    Beijo, mami.

  11. Blogs coletivos são complicados pq sempre existe um consenso geral que diz que a coisa tem que andar em determinado passo. Isso mata toda e qualquer espontaneidade.

    No Sotaques ficou combinado que não haveria dia, horário, nada de regras pra postar. Postaria quem tivesse vontade, na hora que quisesse. Mas conheço blogs coletivos que o pessoal tem dia certo e coisa e tal. Acho que não é isso que determina se vai dar certo ou não.

    Além do que, egos sempre pedem mais, logo, fica dificil agradar a todos.

    Egos costumam ser um problema, mas lá no Sotaques eles não tiveram tempo de se manifestar…🙂

    Se morreu mesmo é melhor enterrar. No quintal de preferencia…

    O que é “enterrar” um blog? E onde fica o quintal?

  12. Então Claudia, esse “ficou combinado” acabou fazendo parte do tal concenso (como diabos se escreve isso?)

    Se escreve conSenso… com “s”…😀

    Um dos fatores que determinam se vai dar certo ou não (alias, o que é dar certo? é ter comentarios?) me parece ser: 1 – a vontade e 2 – a divulgação.

    Sim, sim… acho que faltou vontade do pessoal de postar lá… aliás, muitos dali não têm postado com regularidade nem em seus blogs originais.

    Tem certeza quanto ao lance dos egos? Olha que tem post lá provando o contrário😛

    Tem?!??!? Caraca… não vi isso…

    Enterrar um blog é deleta-lo. E quintal é memória.

    Pois é… eu já deletei um blog. E me arrependi, principalmente porque não tinha feito backup dos textos. E é legal rever os textos, tentar sentir de novo o que te levou a escrever aquilo. Eu não quero mais deletar blog nenhum. Mas, quanto ao Sotaques, a decisão não é só minha. Se o povo resolver que tem que deletar – fazer o que? – a gente deleta, né?

  13. É… eu sou suspeitérrima p/ falar. Não sou de coletivos. Acho q nunca fui.
    Acho muito mais fácil levar um blog em carreira solo, porque aí eu não sou contrariada. Sou perfeccionista e tenho o péssimo hábito de achar q minhas idéias e piadas são as melhores do pedaço. Well… seria mal de escorpiana?! Daí, nem me meto a besta. Imagina se as pessoas descobrem q sou insuportááááávellll!

    Ah tá, você é insuportável… sei… tá… humpf…


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: