Cidades

Volta e meia sou lembrada dos perigos da internet. Certo artigo que li mui apropriadamente comparou a grande rede com uma metrópole. É preciso cuidado, todo mundo sabe, ao passear pelas ruas de uma cidade grande: cuidado com o trânsito, cuidado com a violência, cuidado com malfeitores…

A internet também é assim. Trânsito louco, violência, pessoas com disposição de te fazer o mal, tudo isso está on-line. Mas, como numa cidade real, existem coisas maravilhosas para se ver e fazer.

Tenho que confessar que a intenet só passou a fazer sentido para mim quando li pela primeira vez um blog. Talvez porque seja uma leitora compulsiva, daquelas que pegam um livro para ler antes dormir, acaba vendo o sol nascer com ele nas mãos e só o fecha quando, finalmente, alcança a última linha, fiquei maravilhada com a blogosfera.

Tantos textos bons à minha disposição – isso foi mágico! E o que mais me facinou foi a possibilidade de comentar as idéias ali colocadas e de interagir com os autores. Sou mesmo louca por blog!

Acontece que não estava preparada para um dos efeitos colaterais dos blogs. Tudo bem que é uma coisa boa, mas até hoje me deixa perplexa. É que, simplesmente, não esperava fazer amizades nesse ambiente virtual. Então, de repente, me vi trocando idéias com pessoas admiráveis, inteligentes, sensíveis, bem humoradas. E, de repente também, passei a me preocupar com essas pessoas, me alegrar e me entristecer junto com elas e a compartilhar sentimentos de uma forma que nunca tive coragem antes.

Bem, o “Sotaques” reúne alguns desses meus queridos amigos. Todos estes dispensam apresentações e, sem dúvida nenhuma, sou o azarão aqui no meio desses feras. Mas, estou tão feliz de dividir um projeto com esses “meus meninos” que engavetei por completo a modéstia e mergulhei de cabeça nessa viagem.

Uma viagem em todos os sentidos! Quando estivermos funcionando a todo vapor, o leitor vai, de um post para o outro, visitar Manaus, São Paulo, Tijucas/SC, Salvador, Resende/RJ e Alentejo, em Portugal. Pois é… muitos “Sotaques”.

Gente, torça por nós, porque a idéia é boa.

Beijos.

(postado pela primeira vez em 06/01/06)

Esse foi meu primeiro texto no Sotaques. Engraçado que tem um pouco mais de um ano, mas parece que já se passou tanto tempo! Esse tal de 2006 foi intenso e passou voando. Breve, mas, ao mesmo tempo, tudo está tão distante!

Bom… mas gosto desse texto porque reflete bem o que penso da internet, de blogs e de meus amigos virtuais. E, ainda bem pra mim, o pessoal do Sotaques continua podendo ser descrito assim: como amigos.

Published in: on 14 abril - 2007 at 3:19 pm  Comments (15)  

The URI to TrackBack this entry is: https://loucaporblog.wordpress.com/2007/04/14/cidades/trackback/

RSS feed for comments on this post.

15 ComentáriosDeixe um comentário

  1. algo me diz que algo aconteceu e que vc ficou borocoxô…

    Não não, Fernanda, tô borocoxô não. Mas é que esse texto ainda reflete meus pensamentos…

    Ei, muito por causa dos blogs tb vc veio a Manaus, não?

    Com certeza! Saber que ia encontrar “minha” turma aí em Manaus me renovou a vontade de ir.

  2. Vários sotaques mesmo. Idéia ótima!

    Blogs são mágicos, nos trazem mais que belos textos. Trazem amigos como você.

    Sou uma amiga meia-boca, Cily, mas gosto muito de você.🙂

    Bjo!

  3. É verdade.
    Copnheci gente maravilhos no universo virtual.
    Você, inclusive!

    Tatiana, olha que assim fico toda prosa! Uma pessoa que é talento puro, linda, vigorosa e tudibão como você me falando que sou maravilhosa?!?!? Ai, ai, que tô com tudo mesmo!!!

  4. blogar é a descoberta do século.;0)

    E eu sou louca por blog!!! Hahahaha…😀

  5. Quando eu fiz o blog (que foi o meu segundo), achava que ninguém mais fazia isso…. Rá, me surpreendi quando achei tanto blog legal! =D

    Blogs de tudo que é jeito!

    Como eu falei no outro post, concordo com você: a gente acaba gostando desses ‘amigos de blog’ do mesmo jeito que gosta dos amigos ‘reais’, hehehe

    E você é tipos a mamy mais supimpa que a gente podia ter!😀

    Ai, Deus! Ti fofo!!! Você é um filhoco supimpa também!

  6. E ela ainda diz que escreve mal. Cof cof.

    Ah, Evinha… lanço palavrinhas na tela, cê sabe disso. Pra ficar miózinho, tenho que morrer de queimar a mufa, é um parto a fórceps, coisa de louco! Não é igual a você, que escreve como quem anda.

  7. Eu queria é ver os comentários da epoca.
    Risos!

    Pois é, pois é… a Má falou isso também… mas, hehehe, fiquei com preguiça de copiá-los… :-\

  8. Sobre os perigos da Net a que se refere o texto original, acho que são os mesmos perigos do mundo real. Com o tempo, aos poucos, a gente vai aprendendo a se precaver e a se proteger destes perigos.

    Sim, sim… como numa cidade real.

    O que mais me assusta, nessa blogosfera, é a quantidade de blogs. E tem de tudo.

    Às vezes, começo a entrar e de um blog vou pra outro, que me leva a outro, e vou comentando, e quando percebo, não consigo voltar pro início. Esqueço onde foi que comentei, fico meio perdido. Estou tentando ser mais disciplinado, mas, às vezes, viajo muito.

    Rapá, acontece a mesma coisa comigo! Só melhorei um pouquinho depois que fiz conta no Newshutch. Porque aí eu cadastro lá os blogs que gosto muito e eles não se perdem…🙂

  9. Quem diria, hein? De todos esses blogueiros que vc homenageou, vc foi a única que veio a se tornar uma blogstar, hahaha!

    Você me provocou!!! Vou postar sobre nossa aposta hoje mesmo, sem te esperar!😛

    Eu acho que o Sotaques sempre foi um blog da Cláudia e amigos. Afinal, vc era a única que é amiga de todos! Eu mesmo sou amigo de poucos! O.o

    É… pode ser… mas tem uma coisa engraçada aí. Lembra que foi você que fez todos os convites? Com exceção do Coyote, que foi sugestão da Menin@, e do Bodas, que chamei depois que você saiu, todos os outros foram chamados por você. Ah! Lembra que você convidou aquele blogueiro taxista também? Mas ele disse que não tinha como aceitar… Rapá, o blog desse moço é demais de bom, poxa vida…

    Abraço, Clau!

  10. Já comentei com vc que me sinto privilegiado em ter sido seu “padrinho” indireto, né?😛

    Indireto?!? Nãnaninanão! Você é padrinho direto mesmo!🙂

    Enfim, depois de tantas manifestações aqui, acho que você já percebeu qual o grande barato de manter um blog, independente dos perigos que realmente existem.

    Sou viciada em blog, André… uma coisa horrível, hahahahahah…

  11. Eu já te disse a minha opinião sobre blogs coletivos não?!
    Pulemos…

    Pulado já…

    Eu também adoro esse unvierso.
    Sou completamente viciada nisso.

    Vamos entrar pra ABA (associação dos blogólicos anônimos)?

  12. Pra mim, blogar tornou-se algo tão comum quanto tomar um cafezinho. E olha que eu tomo bastante café!

    E você posta bastante também! Sempre tão bom… como é que não se esgota a inspiração, hein?

  13. Oi, Mamy, cheguei aqui através de amigos em comum na blogosfera. Estou brincando disso há quase um ano e ainda me assusto, também, com a quantidade de amigos maravilhosos que fiz.

    É mágico isso!

    Confesso que não entendo algumas regras, ainda, rs*, mas aos poucos vou me acostumando :o)

    Uma ótima semana para você,

    beijos

    MM

    ps: se quiser conhecer o canteiro Fina Flor não faça cerimônia, entre sem bater ;o)

    Mas é claro! Vou lá, com certeza!

  14. É verdade, o mundo dos blogs é uma de muitas vias da internet. E é preciso cautela…

  15. Eu achava a proposta do Sotaques muito legal… pena ter morrido…

    Pois é…😦


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: