Eu não sei

O que acontece quando se dá de frente com o que você tem de pior? Suas mesquinharias, seus egoísmos, sua extrema falta de amor e empatia…

Por que se revelar assim pra quem você mais ama e na hora em que esta pessoa mais precisa de seu apoio incondicional? Por que o apoio não é incondicional?!? Por que o apoio não se mostrou incondicional?!?

Que insensibilidade é essa que faz você atirar palavras agudas em direção daquele que só queria o silêncio cúmplice? Que só queria o abraço, o afago, o beijo… O que se faz quando se constata que você é incapaz de oferecer isso?

 

Published in: on 14 setembro - 2007 at 9:13 am  Comments (16)  
Tags:

The URI to TrackBack this entry is: https://loucaporblog.wordpress.com/2007/09/14/eu-nao-sei/trackback/

RSS feed for comments on this post.

16 ComentáriosDeixe um comentário

  1. É até contraditório, mas o que nós temos de pior na maioria das vezes só é mostrado para os q mais amamos… Ou porque simplesmente são mais próximos, ou porque estão perto de nós mais tempo, ou porque temos a certeza de que mesmo se eles souberem dos nossos defeitos não vão deiar de nos amar. É estranho… (e tb não sei se é certo, nem se existe mesmo um “certo” pra esas coisas) mas acho q é assim…

    Snif…😦

    Bjsssssssssssss

  2. Bem, pra mim, após a constatação sobra só a ação. Eu iria embora.

    É… reação normal e, até, justificada…

  3. Comentário antigo que postei errado. Sobre o post de hoje, às vezes eu tenho esses ataques e não me entendo. Bjs

    Não dá pra se entender… e também não entendi o lance do “comentário antigo”… hehehehe

    Oi, Mamy!

    Então somos duas, porque eu estou na fase do problema de junta: junta tudo e joga fora. Tem dia que doi o pé, no outro é o joelho e agora são as costas.

    Eu também fiquei triste com a morte do Pavarotti e o Bon Jovi, ah, ele continua bem.

    Sobre o msn, também tenho minhas dúvidas, principalmente sobre que inicia o papo. Às vezes meu msn loga quado ligo o computador e dependendo da minha enrolação, vejo quem está on-line e converso com alguém. Outro dia te vi lá, mas tive que sair em seguida. Bjs

  4. P.S.: quem é o patrão? Hahaha

    Gente! Acho que o patrão se demitiu!

  5. Somos todos cerumanos. Todos sujeitos a falhas, egoísmos, insensibilidades, voluntários ou não…

    E aí não adianta a gente se martirizar porque não corresponde 100% às expectativas alheias, porque o mundo não corresponde 100% às nossas expectativas também, querendo ou não… decepcionar faz parte. Ter noção de que errou é que conta.

    [E lembra quando você falou sobre amigos e sobre não se iludir, porque eles decepcionam mesmo, que é da nossa natureza e tals? Então. Se a pessoa ficar tão brava assim, mostra o post pra ela ;)]

    Ai, Neutron… sei lá… snif…😦

  6. Ah, é, esqueci de falar: Neutron te ama, viu! hahaha

    Fofo!

  7. Talvez nós fazemos isso com quem nos ama porque sabemos que não vai deixar de nos amar mesmo conhecendo nosso pior lado.
    Se fosse qualquer um menos considerado, nem nos olharia mais na cara.
    Eu entendi a situação…

    Ai… eu sei, maninha… saudade de você…

    Beijos, minha irmã!

  8. Rir na cara da pessoa ajuda. Ouvir com cara de bobão como se estivesse sendo elogiado pelo papa. Sorriso sincero desarma todo mundo… Um beijo…

    Então vou mostrar seu comentário pro alvo do meu self descontrol, hehehehe…

  9. Acho que isso é natural do ser humano…mas dói quando a gente faz isso. O lado bom é que a gente pode sempre tentar reverter.

    Lovu tu!

    Lovo tu tumém…🙂

  10. Bom… infelizmente faz parte da natureza humana esconder aquilo que realmente somos para tentar agradar ao maior número de pessoas possíveis. Escondemos tanto, mas tanto, que chega uma hora que tudo explode, e fica parecendo que somos ruins por natureza, mas não é verdade.

    A verdade é que nós desejamos tanto atingir o extremo da bondade que esquecemos que somos isso… seres humanos. E que precisamos ter nossas mini-explosõezinhas diárias, senão quando explodir tudo de uma vez, vira merda. E aí a gente se acha o ser mais desprezível que se arrasta pela terra.

    Mas não se martirize. Você [ou a pessoa que gerou o fato] é apenas uma em quase sete bilhões!

    Ah, Aninha… é coisa de gente, né? Ai…

  11. É vida, humana, a realidade…isso acontece!!
    Mas pense no lado bom, adorei o teu blog, virei fãs…espero que isso pelo menos seja alguma coisa..rs!

    Poxa, legal!!! Volte sempre que quiser, então!😀

    Bjokss…

  12. *

    o melhor e o pior só se revelam juntos.
    o resto ganha o mediano.
    lamentavelmente é difícil dosar excessos.
    quem descobrir como, avise.

    Não descobri… não vou descobrir nunca, pelo jeito…

    *

  13. Defeitos de fabricação na cabeça das mães isso sabe!😛
    A minha tb têm dessas!

    Hehehehehe… vem de fábrica, né?

  14. Somos humanos, não?

    Às vezes…😦

  15. Pergunta difícil, mas acontece com todo mundo. Nem sempre se está disponível. De alguma forma, como você está fazendo, a gente se desculpa depois.

    É… eu pedi desculpa… mas eu mesmo não consigo me desculpar completamente…

    Beijo

  16. Não sei… chorar, se descabelar… cortar os pulsos?

    Descabelar não! Força na peruca!!! huahuahauhaua…


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: