São Paulo – parte II

Continuando o relato de meu fim de semana paulista…

… no domingo, por motivos fáceis de se imaginar, acordei meio tarde. E tinha combinado com Ana P. e Neutron de almoçarmos juntos. O encontro seria às 11h, na porta do hotel. Pulei da cama meio zonza e comecei a bater as canelas nos móveis do quarto, tentando me arrumar rapidamente.

Ao me olhar no espelho, notei que estava num Total Bad Hair Day e quis chorar, pois não tinha levado meu incomparável secador de cabelas, que sempre me salva nessas horas. Mas aí me lembrei que, se além de cabelo pavoroso, estivesse com a cara inchada de choro, meus queridinhos sairiam correndo, assustados. Então, fiz uma toca de cabelo rápida com o saco de sapato e rezei pra funcionar.

A Aninha ligou, avisando que se atrasaria 23 minutos. O Neutron chegou nove minutos atrasado sem avisar nada mesmo. Por fim, Aninha chegou com 26 minutos de atraso, mas não justificou direito o que ela fez nesses três minutos a mais. Balbuciou coisas vagas, culpando o metrô. Neutron e eu fizemos cara de “ah… claro…” e partimos em direção ao Shopping Santa Cruz, sedentos e famintos.

Bom, isso significa que a capiau aqui andou de metrô, né? Ai, que feio que fiz. Assim que vi a quantidade de conexões a serem feitas, meu queixo caiu e não levantou mais. Me agarrei na mão de Aninha, com medo de me perder na cidade grande, e falei sem parar pra disfarçar o nervosismo. Aninha e Neutron me olhavam com cara de dó, menos por ver meu pavor do que pela condição lastimável do meu cabelo.

Finalmente, chegamos na cervejaria indicada pela Aninha. Tudo ótimo! O chopp de lá é muuuiiiiitoooo bom! A gente conversou e riu tanto, que imagino que o garçon tenha ficado na dúvida se éramos fraquinhos pra beber ou se a gente já chegou lá bêbado. E, um pouco depois, chegou Juju, minha filhoca querida! Ah, foi um almoço bom demais. A gente descobriu que se considera… muito. Isso, se considera muito mesmo!

blog-almoco-de-domingo-com-juju-ana-p-e-yuri-pequena.JPG

Juju, eu, Aninha P. e Neutron (com cara embaçada e voz de pato)

blog-almoco-de-domingo-com-juju-e-ana-p-1-pequena.JPG

Muito gatas, podem falar

 

Bom… o papo e os chopps foram rolando e, quando me dei conta, já estava atrasada pro meu próximo compromisso: chá-das-cinco-que-foi-às-três na casa da Fal.

Assim, corri pro hotel onde a linda, chique e elegante Tati Tatuada já me esperava, junto com Mani e Patsy, para me dar carona. Primeira parada: casa de minha irmã gêmea Juju Alcântara. Depois, fomos em comboio para o apartamento de Fal.

Olha… pra ser sincera, acho que Fal só se deu conta da loucura que fez quando chamou tanta mulher doida pra tomar chá na casa dela tarde demais. Mas Fal é um ser superior de verdade. Ela sorria pra nós, nos mimava, distribuía carinho pra todas. O lanche estava delicioso! Cara, e cês não tem noção, a Fal cantou pra gente! Isso! Que voz linda! Ah, poxa, é covardia a pessoa escrever bem pra caramba e ainda saber cantar. Uns com tantos talentos e outros com tão pouco…

A verdade é que tenho váááárias fotos desse chá, mas como a sociedade é secreta, as mesmas são impublicáveis.

Após o jantar, Mani, Patsy e eu voltamos para o hotel apenas pra pegar casacos. Ganhamos a rua logo em seguida e fomos nos encontrar com Mr. Avec – amado marido de Patsy – num restaurante muito legal, perto do Shopping Ibirapuera, mas que, infelizmente, não lembro o nome. Algo como Fifty ou coisa parecida. Gente… que delícia de lanches! Pena que a minha fome não era tanta.

Então… assim foi meu fim de semana paulista. Muito bom mesmo: encontrei pessoas maravilhosas que só conhecia virtualmente, mas que já tinha aprendido a gostar. Mais links que viram gente pra mim.

 

 


 

 

 

 

 

Anúncios
Published in: on 13 outubro - 2007 at 12:22 pm  Comments (9)