Pra não dizer que não falei de flores*

Me passa tanta coisa pela mente que simplesmente não consigo escrever. De verdade, não consigo nem ordenar os pensamentos de forma coerente. Sempre fui tão… certinha. Certinha? Não… não é esta a palavra. Vou tentar de novo. Sempre fui tão ciosa em tentar me comportar de acordo com minhas opiniões. Mas isso é uma prisão, né?

Penso de um jeito e quero agir de outro. Se tivesse como gravar o que passa pela minha cabeça. Meu Deus! A quantidade de pensamentos que rejeito é absurda. Auto-censura, auto-controle, auto-qualquer-coisa-sei-lá-o-que. Quanto de previsão que faço! Se agir assim, o resultado será esse; mas se fizer assado, a coisa vai ser daquele outro jeito. Pra que pensar tanto?!? Eu quase nunca me surpreendo.

Uma coisa que sempre tento é me afastar de pessoas que me fazem ter más sensações. Tem gente que é assim, né? Uma meia hora de conversa é o suficiente pra te estragar o dia. Mas, por motivos que teimo em ignorar, alguns com esse dom de me estragar me atraem. E eu sei que vou ficar mal se me aproximar do dito ser. Então… escolho ficar mal porque não cedo à vontade de ficar junto ou devo preferir ficar mal porque me aproximei? Grandes opções… 

Nhé, nhé, nhé… esquece… vou colocar uma foténha pra mó di mudar de assunto:

dsc00066Parque das Águas – nov/08

Adoro florzinhas. Pequeninas e de cores variadas. Adoro. Um lugar que tem florzinhas parece muito mais alegre. Ai, ai…

 *título escolhido depois que o texto estava pronto. Talvez seja o jeito mais fácil de fazer isso.

 

Upidêite: sei lá, gente… depois de escrever isso aqui, ler algumas coisas e conversar com dois ou três incautos, resolvi “seguir meu coração”. Cara… só uma coisa a dizer: não tentem fazer isso em casa sem a supervisão de um adulto.

 

Published in: on 23 novembro - 2008 at 3:37 pm  Comments (8)  

The URI to TrackBack this entry is: https://loucaporblog.wordpress.com/2008/11/23/pra-nao-dizer-que-nao-falei-de-flores/trackback/

RSS feed for comments on this post.

8 ComentáriosDeixe um comentário

  1. [esse negócio de ter dois blogues, a gente nunca sabe qual divulgar]

    Eu acho que você perde tempo demais da sua vida pensando em como vivê-la.

    Pois é… e ainda faço besteira… incrível!

    Mas também, quem sou eu para dar pitaco na vida dos outros?

    Primeiro: você é minha amiga. Então pode dar o pitaco que quiser. Segundo: espero não ser “outros” pra você. Nhé!

  2. Seguir o coração sempre é o melhor que se faz.

    Né não… :o/

    Beijo Cláudia.

    Beijo, Paulo.

  3. Nossa Mamy, vc tá viva!

    Tô viva, amor!! E sigo te lendo… cê sabe, né?

    Bem, vc parece pisciana… pensa demais e vive de menos.
    Vc é de peixes?
    Eu sou de escorpião… exatamente ao contrário.

    Cara… eu não sou pisciana. Aliás, pra dizer a verdade, eu não tenho signo. Afinal, só tem signo quem acredita em astrologia e eu rejeito fortemente essa idéia de horóscopo.

  4. Cláu, seguir o coração não é o melhor que se faz.
    Definitivamente!

    É como se tivéssemos dois chefes, e os dois te pedissem coisas diferentes ao mesmo tempo, não tem jeito. Temos que escolher, escolher objetivos, escolher tentar, escolher desistir, escolher viver ou… “música” 13 pra vc, leia lá e se não for o suficiente para saber o que escolher eu não sei o que mais poderia ser.

    Eu sei o que tinha que ter escolhido, Al. Sempre soube. Só que… você viu, Al, você viu… sou diferente de você. O que eu tenho que escolher não é o que quero escolher. Poxa, Al… desculpa…😦

    Posso puxar sua orelha também??? tenho esse direito mãezinha??? rsrsrs

    Tem, querido, todo o direito. Você sabe que tem. Você sabe que você é meu filhote e que eu te amo. Desculpa por tudo… não consigo falar com você sem chorar… desculpa…😦

  5. Mãezinha não queria te deixar triste. Desculpe…
    O que eu falei sobre escolha é futuro, deixe o passado enterrar seus mortos (eu vivo escutando isso, vc mesma me disse).
    Futuro futuro futuro! Deve haver lembranças boas, tem que haver. Enquanto eu puder estarei aqui pra te lembrar isso. Hunf!

    Eu disse isso, né? Eu sei… pois é. Não tenho o que enterrar, Al. Só a mim mesma. Você sabe, só tenho boas lembranças e você está em muitas delas. Aliás, você não me deixa triste, de forma alguma! Só envergonhada por mim mesma, hehehehehe… De coração, espero que você, o mais rápido possível, não possa mais estar aqui pra me lembrar nada. Espero que você, o mais rápido possível, esteja “impedido” de me lembrar qualquer coisa.😀

  6. Ahn…

    Vc não tá normal..

    Não tô, né? É… não tô… :o/

  7. Querida, segue sempre o teu coração, sem dúvida ele sabe mais do que a nossa cabeça. e outra coisa, não ignores essas mensagenzinhas do cérebro que te dizem: ALARME. n ignores, pq estão sempre, sempre certas, não há hipótese.
    Um gd beijo

    Isa, querida! Olha só: se eu ouvir meu coração, vou ter que ignorar o alarme. Dá pra entender o dilema? Hahahahahhaha…

  8. ah, e presente, presente, presente. é só isso que existe, presente. o passado já foi, o futuro n existe, presente. + bjs

    Presente, presente, presente… tenho que me lembrar disso…😀


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: