É difícil…

Alguns aqui já se confessaram ciumentos. E quero, de coração, pedir a estes desculpas por esse post. Mas, estou precisando mesmo falar sobre isso.

Eu não sou ciumenta… quer dizer, tenho certo ciúmes de meus filhos (que é mais motivo de piada do que qualquer outra coisa) e, além deles, quase nada me provoca esse sentimento, que sei ser fortíssimo. Mas, é muito difícil conviver com pessoas ciumentas. Isso, às vezes, me tira do sério.

Graças a Deus, não sofro com um marido ciumento. Por alguma manobra bem feita do destino, Marido e eu temos praticamente a mesma maneira de reagir a situações que, em outras pessoas, causariam ciúmes. Entretanto, tenho uma amiga que é ciumenta à beça.

É difícil, porque o ciumento vê como afronta pessoal coisas que, na maioria das vezes, não têm nada a ver com ele. Na verdade, só o fato da coisa, atitude ou seja lá o que for, não ter nada a ver com o ciumento já o ofende. E é complicado, muito complicado.

Se você está em grupo, o ciumento se ressente da atenção que você dá a outros. Se você está só com ele, é quase impossível satisfazer a ânsia de exclusividade. E ai de você se resolver fazer qualquer coisa que seja sem o ciumento ou, pelo menos, a anuência dele!

Cansativo… é o mínimo que posso falar. Nem sempre estamos dispostos a justificar nossas atitudes. Principalmente quando a gente não pede satisfação de nada, por achar natural os limites que uma amizade normalmente tem. Então, a gente se vê obrigado a pisar em ovos para não entristecer alguém que você ama. Cansativo…

(Postado pela primeira vez em 01/05/06)

Anúncios
Published in: on 12 janeiro - 2009 at 8:22 am  Comments (4)  

Vamos ver se cola…

– Marido…

– Diga, mulher.

– Vamos pro Rio esse fim de semana?

– Pro Rio? Ah… não dá não… tenho umas coisas pra fazer aqui…

– Mas, eu queria ir.

– Fazer o que lá, mulher?

– Ué! Vai ter o show dos Rolling Stones.

– Eita! Tá doida!

– Doida por que? Vai um monte de gente, não vai?

– Não tô te entendendo… você nem gosta de Rolling Stones. Aquilo lá vai ficar uma loucura, gente pra dar com o pau!

– Bem… na verdade… a gente nem precisa ir ao show.

– Ah, não?!?!?!? Agora que não entendo mesmo nada.

– É que o que eu queria mesmo era encontrar um amigo meu que vai estar lá.

– Amigo?!?!? Que amigo é esse?!?!? Desde quando a gente tem amigos que vão a shows de rock na praia?

– Não é nosso amigo. É meu amigo… um amigo virtual um blogueiro…

– BLOGUEIRO?!?!??!?!?!!!!! Hahahahahaaha… e você acha mesmo que vou sair daqui, do meu santo lar, viajar duas horas e meia de carro, pra você ver um blogueiro? Mulher, eu vou te internar! Enlouqueceu de vez!

– Ah, Marido… ele é meu amigo…

– Mulher, mulher! Já te falei um monte de vezes: não existe essa coisa de amigo virtual. Você é que está com essas histórias na cabeça e é tudo culpa desses blogueiros! E se o cara for um golpista?!!? E se ele nem existir?!!? Ele pode ser imaginário, já pensou nisso?!?!??!!! Sem chances…

É… não colou…

(Postado pela primeira vez no Sotaques em 20/02/06)

Então

Ah… eu gosto desse texto. É requentado e tô sem tempo agora… mas eu realmente gosto desse texto.

Published in: on 7 março - 2008 at 4:55 pm  Comments (13)  
Tags: , ,